22.1.13

Haicai (4)

Fulminante é o raio
Tira o sono, aflige o peito
E vai-se de soslaio

Nenhum comentário: